Conheça as melhores práticas de treinamento e desenvolvimento de equipes

2021-08-13T09:16:26-03:007 março, 2018|Capacitação no Varejo, Gestão de Pessoas no Varejo|

As empresas têm investido cada vez mais na capacitação de seus colaboradores, através de programas de treinamento e desenvolvimento de equipes. Esses programas proporcionam diversas vantagens tanto para os funcionários quanto para a empresa.

Com o objetivo de melhorar as funções diárias, o treinamento proporciona aplicação nas ações comuns. Agora, falando sobre o desenvolvimento, seu intuito é preparar a equipe, ou seja, programas para ações promocionais, liderança, coaching etc.

Para o funcionário, os treinamentos são fundamentais para adquirir novos conhecimentos e aprimorar habilidades e atitudes. Já para a empresa, o investimento na capacitação dos colaboradores pode gerar um aumento na produtividade e facilitar a realização dos principais objetivos da organização.

Os programas de capacitação, no geral, visam a qualificação profissional, a melhoria nas relações interpessoais, promovem a segurança no trabalho e melhoram as capacidades profissionais e pessoais dos colaboradores.

Se compararmos os números de horas de treinamento médio no Brasil, chegamos a praticamente a metade em relação a outros países. Sendo assim, essa falta de treinamento e desenvolvimento dos profissionais pode afetar toda a empresa.

Além disso, profissionais sem treinamento podem trazer resultados negativos em seu atendimento e desenvolvimento. Esse aperfeiçoamento da equipe deve ser visto como um investimento para toda a empresa.

No entanto, para que eles sejam realmente eficientes, é muito importante se atentar às melhores práticas de treinamento e desenvolvimento de equipes. Nesse artigo vamos apresentar algumas delas. Confira!

Estudos de caso

Em primeiro lugar, dentro do treinamento e desenvolvimento vemos uma prática muito usada, o estudo de caso. Nada mais é do que uma pesquisa que centraliza seus olhares na reposta das perguntas “como” e “por que”. Sendo assim, através da definição do assunto estudo, os participantes investigam informações que serão importantes para o aprendizado.

O objetivo é descobrir como eles conseguiram atingir x vendas em 1 mês, por exemplo. Essa é uma das perguntas que podemos utilizar para ir a fundo em situações de sucesso ou de fracasso, aquele famoso “aprender o que não fazer” também é válido.

Nos estudos de caso, os colaboradores se deparam com uma situação para ser analisada e solucionada. Essa prática de treinamento geralmente é coletiva e estimula um debate muito enriquecedor sobre as possibilidades de resolução de uma determinada questão da empresa.

Os “cases”, como também são chamados, proporcionam o desenvolvimento de diversas habilidades, como a de análise, comunicação e persuasão. Eles permitem ainda aprender com base em uma experiência, seja ela real ou fictícia. Esse tipo de treinamento também pode ser muito eficiente para melhorar a habilidade da equipe na resolução de problemas e para desenvolver habilidades essenciais para o trabalho em equipe.

Podemos encontrar muitas vantagens no estudo de casos para treinamento e desenvolvimento da equipe como por exemplo, conceder autoridade sobre determinado assunto. Ou seja, a partir das análises desses cases é possível tornar-se especialista sobre os assuntos estudados, inclusive sobre produtos que sua loja vende.

Palestras

As palestras são muito comuns em programas de treinamento e desenvolvimento e é uma excelente maneira de proporcionar atualização profissional aos colaboradores. Por isso, essa prática permite atingir uma grande quantidade de funcionários, sem grandes custos para a organização.

Além de possibilitar uma qualificação básica em determinado assunto, as palestras são uma ótima estratégia para integração e melhoria da comunicação da equipe, trazendo resultados positivos em relação ao aumento da produtividade.

Dentro do treinamento e desenvolvimento de um time as palestras são partes essenciais para informar ou ensinar sobre diferentes temas. Elas normalmente acontecem por cerca de 1 a 2 horas e são concentradas em uma pessoa apenas falando.

Além disso, nas palestras também ocorre, normalmente ao final, um espaço para dúvidas onde será a interação do público com o palestrante.

Já os workshops são diferenciados das palestras. Para o treinamento e desenvolvimento da sua equipe os workshops focam no tema de forma mais aprofundada, utilizando a prática. No entanto, o maior diferencial entre eles e a palestra comum é a interação com o público.

Nesse tipo de treinamento as abordagens são dinâmicas e os participantes podem compartilhar informações. Já a sua duração, diferentemente das palestras, é mais extensa. Sendo assim, os workshops podem chegar a 8 horas de duração em um único dia.

Agora, quando falamos em cursos devemos pensar na formação profissional. Pois, seu principal objetivo é focar e ensinar determinado assunto, contendo grade curricular, podendo ser teórico ou prático.

A duração dos cursos pode variar de acordo com o assunto e a quantidade de aulas, assim como a quantidade de participantes. Essa é uma ótima prática para capacitação no treinamento e desenvolvimento da sua empresa.

Rotação de trabalho

Também chamado de “job rotation”, essa prática é uma excelente maneira de preparar profissionais para assumir novos cargos em sua carreira. Esse tipo de treinamento permite que o colaborador passe por experiências variadas, em diversos tipos de atuação e tem a finalidade de expandir as habilidades, conhecimentos e capacidades dele.

Essa prática permite que os colaboradores assumam novas posições estratégicas na organização e deve ser bem planejado, tendo uma duração de no mínimo 6 meses.

Além disso, essa prática é ótima para o treinamento e desenvolvimento de seu time. Ela é usada também pelo RH para integrar os novos funcionários da melhor forma possível. Isso auxilia no desenvolvimento, produção e entrega desse novo colaborador.

Entre as vantagens do job rotation podemos mencionar: engajamento, entendimento sobre a empresa, identificação e gestão de talentos, empatia entre colaboradores, mais produtividade e menor custo.

No entanto, como todas as práticas de treinamento e desenvolvimento, a rotação de trabalho apresenta algumas desvantagens que devem ser observadas. Dentre eles podemos citar: conhecimento limitado, atraso no processo produtivo e aprendizado constantemente interrompido.

Por isso, aprenda a maneira correta de aplicar essa técnica na sua empresa. Confira essa dica que trará ótimos resultados à sua equipe:

Avalie seu time

Uma avaliação de desempenho é necessária para avaliar cada funcionário. Com isso será possível entender quais são os pontos fortes e fracos de cada um, avaliar suas competências técnicas e pessoais. A partir dessas avaliações é possível planejar em qual setor cada funcionário ficará, como será seu treinamento e sua resposta perante a prática de treinamento e desenvolvimento.

Autogestão

Incentivar a autogestão da equipe pode ser também uma ótima prática de treinamento. Esse processo possibilita que a equipe tome decisões de maneira autônoma, sem que seja necessário um direcionamento por parte dos gestores.

Isso proporciona uma aceleração nos processos de trabalho e estimula a proatividade da equipe. Sendo assim, como consequência há uma melhora no clima organizacional e na performance dos colaboradores.

Chamamos de autogestão as práticas de treinamento e desenvolvimento da equipe que tem o intuito de distribuir a autoridade para cada um dos funcionários. Ou seja, não existe mais um reporte ao superior, porém todos seguem regras previamente estabelecidas.

É uma gestão horizontal onde não existe chefe ou subordinado. Algumas das vantagens desse tipo de prática é a melhora no desempenho da equipe e maior capacidade de adaptação.

No entanto, a transição não é simples, não é algo comum que vemos em todas as empresas e por isso pode demandar tempo e energia para isso.

Algo que é necessário desmistificar é a percepção de que não existem líderes na autogestão. O que acontece na autogestão é que, em cada situação, diferentes líderes vão surgindo. Ou seja, várias oportunidades de liderança podem aparecer de acordo com o momento ou o desafio que virá.

Out Company

Também conhecido como treinamento fora da empresa, o out company veio para trazer a capacitação dos times em um ambiente diferente. Alguns modelos desse tipo de treinamento e desenvolvimento para sua equipe são as feiras, congressos e palestras externas.

O desafio desse tipo de prática é o custo que implica para a empresa levando em consideração que alguns desses treinamentos serão em outras cidades e poderão trazer custos extras. Por isso, a opção é enviar apenas alguns colaboradores e, quando retornarem, eles passem o aprendizado para o restante do time.

Com o aumento de home office nos últimos tempos, o Out Company também está acontecendo, mas digitalmente. O modelo de treinamento a distância tem crescido muito e está cada vez mais satisfatório.

Sendo assim, o que antes era visto como ineficaz, hoje é essencial. Cursos online, universidades corporativas, workshops, todos esses são exemplos de práticas de treinamento e desenvolvimento da equipe que podem ser feitos digitalmente, fora da empresa. Um ambiente diferenciado, que com certeza trará mais ânimo para os seus funcionários.

Acompanhe os indicadores de desempenho

Essas são algumas das melhores práticas de treinamento e desenvolvimento. No entanto, para garantir de fato a eficiência dos programas, é necessário se atentar a outros dois fatores: o levantamento de necessidades e o acompanhamento dos indicadores de desempenho.

Através do levantamento de necessidades, é possível verificar qual é de fato a demanda para aquela equipe ou setor, evitando que se gastem recursos com treinamentos que não atendem as reais necessidades dos colaboradores naquele momento. Já analisando os indicadores de desempenho, é possível verificar se o treinamento atingiu o objetivo esperado e se foi realmente útil para promover melhorias na equipe.

Dessa forma é possível programar as próximas práticas de treinamento e desenvolvimento de seu time, com estratégia e foco no que realmente precisa.

Gostou de nossas dicas? Compartilhe esse artigo com os seus amigos nas redes sociais!

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo