Por que gestão de pessoas no varejo é essencial durante a crise?

2021-02-18T17:36:53-03:0017 maio, 2016|Capacitação no Varejo, Gestão de Pessoas no Varejo|

Apontamos 4 ações que fazem parte da gestão de pessoas no varejo que ajudam a manter a qualidade interna durante e após à crise econômica

Em meio à crise, muitos varejistas promovem cortes em diversas áreas importantes ou mesmo desistem da ideia de novos investimentos. Sendo assim, uma das áreas que mais sofre é a de Gestão de Pessoas, que hoje se torna essencial para o varejo encarar as dificuldades do atual cenário econômico e sair em vantagem.

Mapear talentos, conhecer os colaboradores, treiná-los, motivá-los, serão ações que vão ajudar a equipe a se preparar para mudanças e serão fatores cruciais para manter a qualidade do trabalho do varejista durante e depois de qualquer crise. Assim, a gestão de pessoas faz parte do varejo e não uma solução temporária. Entenda alguns pontos fundamentais da gestão de pessoas, que não devem ser negligenciados durante uma crise.

1- Feedback

Primeiramente, um dos grandes problemas da crise é a insegurança dos colaboradores. O clima faz com que a produtividade seja baixa e a qualidade do trabalho caia. Por isso, motivar os colaboradores com feedbacks frequentes transparece segurança e confiança no seu trabalho e faz com que eles continuem a produzir bem ou até mais do que antes, já que eles criam um laço com a empresa, uma relação de lealdade.

2- Engajamento e motivação

Em segundo lugar, todos nós sabemos da importância do reconhecimento para manter o compromisso e o engajamento. Dessa forma, é importante formar líderes que saibam ouvir seus colaboradores e que guiem seus funcionários através de boas dicas. Reconhecer cada atitude positiva, cada iniciativa e cada ideia só poderão ajudar no aumento da autoestima, da segurança e do compromisso com o trabalho e com os resultados.

CTA ebook capital humano

3- Capacitação

Dar uma chance de o colaborador melhorar e crescer é um ponto forte para as empresas, pois desta forma ela sairá na frente dos concorrentes que deixam de investir nesse período. Um funcionário atualizado pode trazer outras visões para a empresa e ajudar a incorporar novas soluções para o negócio. Além disso, é preciso que ele conheça bem os produtos com que trabalha, que entenda com profundidade o que vende e seus diferenciais, porque isso o torna mais confiante para se comunicar com os clientes.

4- Recrutamento interno

Por fim, identificar talentos e realocar colaboradores é uma maneira de impulsionar a melhora no negócio e também de motivar o funcionário. Muitos podem ter talentos para explorar em outros setores. Esta é uma das tendências de recrutamento para 2016 apontadas na pesquisa realizada pelo Linkedin no ano passado. Cerca de 33% das empresas que participaram apontam a contratação interna como segunda prioridade, a primeira é a retenção de funcionários.

Apesar da crise atingir muitas empresas, há as que investem na gestão de pessoas e já colhem bons resultados agora. Como o Grupo Goldie, dono de 15 franquias da rede “O Boticário” em Campinas e região. No ano passado, o franqueado investiu na utilização da solução Ser Casting, da Ser e conseguiu resultados positivos como a redução de 43% de turnover, diminuiu em 20% o tempo que os colaboradores gastavam para realizar o treinamento ao investir em treinamento mobile (via celulares e tablets), dentre outros resultados. Confira o infográfico abaixo! Para conhecer mais sobre a solução acesse o site http://www.solucaocasting.com.br

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo