4 dicas para evitar um alto índice de trocas e devoluções no varejo

2021-05-11T09:13:48-03:0011 maio, 2021|Capacitação no Varejo, Produtividade de Vendas|

As trocas e devoluções no varejo em alto número podem ser prejudiciais ao seu negócio e ao seu caixa. Como fazer então para evitá-las?

Principalmente após dias especiais como Dia das Mães, Dia das Crianças, Natal, etc. as trocas têm um aumento significativo. Sendo assim, as trocas e devoluções no varejo possuem um risco de perdas. Ou seja, elas devem ser tratadas com cautela.

Quando um cliente vem fazer a troca ele tem uma entrada no estoque, mas de um produto que já foi dado baixa anteriormente. E, além disso, temos a baixa de uma mercadoria que não trará dinheiro no caixa.

Por isso, as trocas e devoluções no varejo trazem riscos ao controle de estoque e ao caixa da sua loja. O que pode trazer transtornos, erros e até roubo do produto ou dinheiro.

Sendo assim, essas trocas não são nada legais para os vendedores. Eles estarão “perdendo tempo” com uma “venda” que não terá comissão. Mas, o que fazer então para minimizar esse impacto que as trocas e devoluções trazem?

1- Sistema de gestão de inspeção de produtos

Em primeiro lugar, uma forma de minimizar a dor de cabeça que o alto índice de trocas e devoluções no varejo pode causar, é adotar um sistema de gestão. Esse tipo de sistema ajuda a organizar esse processo, além de fornecer dados referente a cada troca.

Não é de hoje que a tecnologia atrelada ao varejo produz muitos benefícios. Se você puder contar com um sistema que registre tudo para você será bem mais fácil e eficiente. Além de tirar das costas do gerente a responsabilidade por autorizar cada troca.

Por isso, essa é uma das maneiras de minimizar o impacto do alto índice de trocas e devoluções no varejo, mas não é o único. Se você não puder adotar a esse sistema hoje e precisar de outras alternativas, acompanhe o texto.

Aproveitando que estamos falando de gestão e tecnologia, confira a Solução Casting. Um app que resolve tudo para você e faz você vender mais e melhor.


2- Impedir que o cliente compre o produto errado

Parece lógico não é mesmo? É claro que todos os vendedores têm o desejo de vender o produto correto para seus clientes e evitar as trocas. Mas isso não é tão simples como parece.

Acompanhe algumas dicas de como fazer com que seu time de vendedores conduza seus clientes a comprarem corretamente e evitarem as trocas e devoluções no varejo:

Seja transparente

Tanto em seu marketing quanto os seus vendedores devem ser claros e honestos com seus clientes. Não venda gato por lebre. Treine seu time de vendas para que eles conduzam uma compra honesta e satisfatória. Ou seja, faça o seu marketing com base na transparência e honestidade.

O mesmo é válido na descrição do seu produto, seja ele em rótulo, embalagens ou selos. Seu cliente deve saber exatamente o que está comprando.

Uma boa dica é investir em manual de instruções do seu produto. Isso ajudará o cliente na hora de manusear o produto evitando futuras quebras e, consequentemente, a troca ou devolução do produto.

Prepare e motive sua equipe

Faça sempre eventos para motivar a sua equipe. Treine-os para terem boas maneiras na hora de atender o público e conhecer bem o cliente.

Tenha contato com o seu time, conheça-os. Não adianta apenas cobrar resultados se você não entender como está sendo o dia a dia deles.

Para ajudar você, separamos um artigo sobre gestão de treinamentos. Confira 4 dicas para otimizar sua gestão de treinamentos clicando aqui.

3- Analise os dados de trocas

Por que você está com um alto índice de trocas e devoluções? Você já fez essa pergunta ao seu time? E aos seus clientes?

Uma boa pesquisa e análise dos dados pode evitar trocas futuras. Ou seja, se essa análise for feita da maneira correta você descobrirá alguns pontos de melhoria.

Você pode perceber, por exemplo, que aquele produto está tendo muitos defeitos e precisa mudar de fornecedor.

Ou ainda que seus clientes estão comprando o tamanho errado sempre e, uma simples observação do vendedor na hora da compra, pode solucionar esse problema.

Perceba que, uma simples observação e pesquisa pode diminuir o índice de trocas e devoluções no varejo. Você só precisa estar atento aos dados e registrar corretamente cada troca.

4- Fique atento ao prazo de troca

Por fim, você sabia que nem sempre o cliente tem direito à troca? Por isso você deve estar atento ao prazo e as regras das trocas e devoluções no varejo.

As trocas são permitas quanto tiverem algum problema com o produto. Mesmo assim, algumas lojas liberam outros tipos de motivos para a troca com a intenção de agradar e fidelizar seus clientes.

Outros ainda estendem o período de trocas. Algumas lojas de roupa, por exemplo, possibilitam a troca em até 30 dias. Após a pandemia algumas até estenderam esse prazo para 90 dias.

Agora, para produtos comprados pela internet, essa política de troca é diferente. Os clientes têm direito de arrependimento para esse tipo de compra que pode ser de até 7 dias após o recebimento do produto.

Diante desse cenário de regras referente as trocas e devoluções no varejo, você precisa ter as regras da sua empresa bem claras diante dos vendedores e dos clientes.

Precisa tomar o cuidado de todos do time estarem falando a mesma coisa. Não adianta, por exemplo, o vendedor chegar e dizer que não fará a troca, mas logo em seguida, o gerente chegar e liberar. Precisa organizar tudo e e o time estar de acordo.

O importante aqui é seguir a lei e ao que melhor se encaixa na sua realidade. Se para a sua loja fazer 30 dias de troca é ideal e isso fideliza seus clientes, ótimo!

Agora, se você está tendo muitos prejuízos com esse sistema, mude. É importante estar dentro do código do consumidor e também não trazer prejuízos ao seu negócio.

Gostou desse artigo? Então aproveite e veja mais sobre a gestão do seu negócio clicando aqui.

Compartilhar este Artigo

Deixar um comentário

Ir ao Topo