8 dicas para escolher um software para te ajudar a aumentar as vendas

2021-12-03T09:00:25-03:0017 outubro, 2017|Produtividade de Vendas|

Escolher um software que vá ajudar o varejista a aumentar as vendas parece meio utópico demais, mas não é. Na verdade, o software escolhido deve melhorar questões específicas do seu varejo, para que seu time se torne mais motivado e engajado e você consiga formular novas estratégias que aumentem suas vendas.

O varejo brasileiro está retomando a confiança e voltando a enxergar a inovação como algo essencial, mesmo durante as crises. O estudo The Current State of Digital Readiness in Retail, desta ano, aponta que 67% das empresas brasileiras estão investindo em novas tecnologias e em serviços para acompanhar as transformações digitais, a frente até mesmo das norte-americanas, com 51%.

Entretanto, aderir a uma tecnologia é algo que deve ser feito com calma, pois nem tudo que serve para uma pessoa, serve para outra. Há diversas tecnologias para o mercado varejista, mas antes de aderir a qualquer uma, seja um software para otimizar processos ou um novo dispositivo para atrair clientes, é necessário avaliar: o que o seu negócio precisa.

Como já te mostramos aqui no blog, há diferenças entre tecnologias de otimização operacional e tecnologias para melhorar a experiência de compra dos clientes. Desta vez, vamos te dar dicas para escolher um software que vai te ajudar tanto na gestão de pessoas, como a melhorar o relacionamento com o cliente. Acompanhe.

1- Saiba quais são seus problemas e foque neles!

Antes mesmo de contratar qualquer software para alavancar suas vendas, entenda qual o seu problema. É uma equipe desmotivada? É a falta de preparo de algum funcionário? São as metas irreais que seu gestor cria? Falta conhecimento sobre seus produtos ou sobre técnicas para ajudar a vender? É um alto turnover? Muitos podem ser os problemas, e apenas contratar um software sem saber qual é, não vai resolver tudo.

Por isso, analise bem sua equipe, veja onde está o problema. Converse com seus colaboradores, eles são a chave para as suas respostas e podem muito bem indicar o caminho que você vai tomar depois de adotar uma ferramenta para te ajudar. Se preferir, pode fazer isso durante um feedback. Saiba como identificar problemas usando o feedback.

Outro ponto importante para identificar os problemas na sua loja é ter fácil acesso aos dados necessários. O gestor, por exemplo, estar atento ao desenvolvimento de cada vendedor é essencial para acompanhar a produtividade do time.

Sendo assim, estar presente e por dentro das informações facilitará as tomadas de decisões para solucionar futuros problemas. Um software de gestão por exemplo, poderá solucionar esse problema de falta de controle dos gestores por exemplo.

Para isso, será interessante utilizar o aplicativo Casting que proporciona todos os dados em fácil acesso e ainda traz o feedback para o time com mais praticidade. Clique aqui para saber mais.

2- Não opte apenas pelo mais barato

Já ouviu a frase “o barato sai caro”? Então, ela não foi dita por acaso. Bons softwares podem ter um custo mais elevado sim, e é necessário pensar que a ferramenta é um investimento, que a longo prazo, trará um ótimo retorno, seja ajudando a melhorar a organização do gestor com a equipe, ou deixando os vendedores mais preparados através de treinamento ou mesmo otimizando a visualização das metas e motivando os vendedores.

Tudo isso resultará posteriormente num aumento das vendas. Por isso não tenha medo de investir. Grandes empresas investem em tecnologia, mesmo quando as coisas não vão bem. Inovar faz parte do crescimento do negócio e quem inova não fica para trás quando a crise passa, pelo contrário, colhe os frutos do investimento.

Uma pesquisa feita pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio-MG) mostrou que a taxa de estabelecimentos que tiveram alguma ação inovadora saltou de 42,1%, em 2016, para 67,9% em 2017. O levantamento mostrou ainda que 64,5% dos empresários mineiros pretendem fazer algo inovador nos próximos 12 meses. Na primeira pesquisa a proporção foi de 55,3%.

3- Aposte no mobile

O varejo é muito dinâmico e a todo momento temos novos resultados. Por isso um software que dependa exclusivamente de um PC pode não ser tão interessante, principalmente para a participação dos vendedores.

Hoje em dia, é difícil conhecer alguém que não tenha um celular com internet, na verdade, este é um número que cresce cada dia mais no país. Segundo uma pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas (FVG), até o fim de 2017 o Brasil terá um smartphone por habitante. Até outubro de 2016, o país tinha 208 milhões de aparelhos e só no primeiro trimestre de 2017, as vendas de smartphones cresceram 9,1% em comparação com o ano anterior.

Além de quase todos terem sempre um celular onde poderão fazer treinamentos, acompanhar seu desempenho e suas metas em tempo real, para o gestor ter tudo na palma da mão também facilita muito na hora de gerir sua equipe. Qualquer problema pode ser resolvido quase que instantaneamente, sem demoras que prejudiquem ainda mais as vendas.

Muitas empresas ficam com receio de introduzir o celular e acabar atrapalhando mais do que ajudando. Porém, tudo deve ser feito com treinamentos e informações claras. Deixar combinado, por exemplo, que durante o atendimento ao cliente, o celular estará no silencioso para ser utilizado apenas para conferência de produtos. Essa é uma alternativa para que não tenha problemas de incômodo com ligação enquanto o vendedor está utilizando algum software de vendas.

Sendo assim, existem várias estratégias que podem ser adotas. O importante aqui é lembrar de trazer informação, regras e confiança ao time. Dessa maneira os vendedores terão a ferramenta nas mãos facilitando suas vendas sem atrapalhar o cliente.

4- Não ignore princípios da gestão de pessoas

Dificilmente você encontrará um software que faça suas vendas crescerem milagrosamente. São diversos fatores que permeiam uma venda, mas uma boa gestão representa quase que 70% dessa ação. Uma equipe motiva, bem alinhada, que conhece profundamente os produtos e tem confiança no que vende, ajuda e muito a alavancar os negócios.

Softwares como o Casting usam dessas regras para ajudar o gestor, de forma que seu tempo seja otimizado e sua equipe tenha mais pro atividade. Isso acontece porque toda a informação sobre o desempenho de cada colaborador estará disponível para ele no próprio celular. Então por exemplo: sabendo que falta muito para atingir a sua meta, o vendedor automaticamente coloca um esforço maior no seu trabalho, ele se autogerencia.

Outra vantagem que vem da gestão de pessoas, é o princípio do treinamento. Não adianta apenas contratar e esperar que as pessoas sejam vendedores natos, ainda mais porque o varejo costuma ser o primeiro emprego de muitos. O treinamento é essencial e pode acabar se tornando um diferencial, como por exemplo em lojas de cosméticos onde as vendedoras, também são boas maquiadoras. Elas usam de conhecimentos que vão além dos benefícios do produto e isso faz a diferença.

Em um case com um franqueado da rede O Boticário em Campinas, as lojas tiveram um crescimento de 10% de boleto médio, com alta de 9% nos itens vendidos por boleto. Isso resultou um ganho aproximado de R$ 700 mil no ano.

5- Atualize suas informações

O Google é uma ferramenta que pode te ajudar a aumentar as suas vendas. Isso porque, é através das pesquisas no site que as pessoas procuram saber qual a melhor empresa para consumir na hora das compras.

Com as ferramentas dispostas no Google as pessoas pesquisam o que fazer, aonde ir e quais os produtos comprar corretamente. Sendo assim, é preciso utilizar as ferramentas adequadas para que você tenha um bom feedback. Com isso você poderá atrair clientes valiosos para seu comércio.

Quando você precisa procurar uma loja, por exemplo, você digitará no Google o nome dela certo? Porém, aparecerá as informações daquela empresa. É aí que devemos ter atenção para que todos os dados estejam corretos. Imagine seu cliente achar que sua loja está aberta quando não está? Com certeza você poderá perder essa venda por conta disso.

Por isso, lembre-se sempre de atualizar seus dados e utilizar softwares corretos que auxiliem nesse processo. Isso é fundamental!

CTA ebook capital humano

6- Seja visível

Você poderá fazer anúncios na Internet que irão direcionar as pessoas para seu site, por exemplo. Agindo assim haverá um aumento no número de vendas on-line, reservas e também inscrições na lista de e-mails.

Portanto, quanto mais as pessoas verem a sua marca mais elas se lembrarão de você. Seus objetivos, devem ser direcionados a maior parte deles baseado em tráfego e estatísticas relacionadas. É preciso para que ocorra um avanço em suas vendas uma familiarização com o funcionamento interno do Google Analytics.

Você poderá usar essa ferramenta do Google para obter um relatório do seu desempenho, garantindo um bom feedback. Ou seja, quanto mais usar o Google Analytics, mais fácil será se concentrar nos dados que têm mais impacto para suas vendas.

A ferramenta do Google nunca será em vão. O Planejador de Palavras-Chave do Google proporciona centenas de ideias relacionadas ao seu negócio e ao seu mercado. Mas isso nem sempre é o bastante para criar conteúdo relevante.

É por isso que é importante avaliar seu conteúdo com o Google Trends quando estiver em processo de brainstorming de novas ideias para as vendas.

Essa ferramenta do Google auxilia a explorar qualquer tópico que desejar e ver o que é tendência no momento. Você também pode conferir se há algo compatível com seu mercado e com a abordagem na qual você deseja realizar.

Aproveite e confira esse artigo que separamos para você sobre 5 estratégias infalíveis para turbinar suas vendas.

7- Marketing digital

Se você está pretendendo aumentar as vendas, deve se decidir por um software eficiente. Para que isso aconteça em seus negócios você pode aproveitar ao máximo o marketing digital utilizando as estratégias adequadas.

Portanto, devido à alta competitividade no mercado, é necessário apostar no marketing de conteúdo. Você também pode usar na sua loja as redes sociais para atendimento ao cliente.

O ideal é contar com um profissional especialista no assunto para analisar os dados da sua empresa e fazer uma estratégia adequada. Com isso você verá que existem muitos softwares que ajudam você a gerenciar o marketing digital da sua loja. Porém, sem uma estratégia bem definida, ele pode não alcançar todo o potencial existente.

Atualmente a tecnologia está bastante avançada por isso uma ideia é utilizar o e-mail marketing como estratégia de atração. Pensando nisso criar um site é ótimo para trazer confiança ao cliente, além de planejar anúncios patrocinados.

8- Invista em novas tecnologias

Devido as mudanças rápidas no mercado seus funcionários precisam se movimentar com agilidade para conseguir atender aos clientes com eficiência. Então, esteja atento a tudo o que está surgindo de novo e trabalhe para que seus produtos estejam sempre na vanguarda no que diz respeito à tecnologia.

Por isso é fundamental orientar e capacitar as pessoas que se relacionam diretamente com os interessados em seus produtos. Isso faz a diferença ao demonstrar os diferenciais de seus softwares e de compreender as reais necessidades dos clientes. Ou seja, uma equipe bem treinada pode obter resultados melhores.

Quanto mais personalizado for seu atendimento, melhor será a conversa e o entendimento das demandas. Agindo assim haverá um aumento relativo nas chances de satisfação, e na fidelização para possíveis indicações que seus clientes podem fazer a respeito der sua loja.

Um bom produto poderá aumentar as suas vendas adotando essas ações. Os empreendedores focam tanto na qualidade do software que se esquecem de pensar nas estratégias de relacionamento com os clientes. Portanto é essencial, para gerar interesse e concluir os negócios, que seja adotada essas medidas em conjunto.

Então, seja um software para melhorar a parte operacional ou algo para inovar na experiência dos clientes, apenas lembre-se de que investir em inovação será a saída para uma crise e uma porta para novos negócios. Todo mercado está mudando e se reformulando, e os varejistas também. Conheça mais o SER Casting em http://www.sertms.com/casting/

Compartilhar este Artigo

Ir ao Topo