Como organizar uma boa campanha de Black Friday

2019-06-14T15:21:32-03:0031 outubro, 2018|Sales Performance Management|

Para muitas pessoas o final do ano significa um período de festas e confraternizações, além de uma ocasião perfeita para presentear as pessoas que lhe foram importantes, no entanto, é nesta época que surge uma grande questão: como conseguir dar presentes para todos sem ter prejuízos financeiros? A solução para essa dúvida que assombra grande parte dos consumidores pode estar na Black Friday.

A Black Friday teve sua origem nos Estados Unidos, a data inaugura a temporada de compras para o natal e é celebrada sempre no dia seguinte ao Dia de Ação de Graças. Neste dia as lojas abaixam consideravelmente o preço dos produtos, apresentando descontos que chegam até a 80%.

No Brasil, a Black Friday começou a se popularizar em 2010 com as lojas virtuais aderindo ao movimento. De lá pra cá, a Black Friday se expandiu para praticamente todo o comércio, apresentando resultados crescentes de vendas a cada ano. Aqui no país, a Black Friday acontece sempre na 4ª sexta-feira do mês de novembro.

A data é uma grande oportunidade para as marcas atraírem a atenção dos consumidores, porém é necessário se atentar a diversos pontos para obter os melhores resultados. Quer saber como? Então continue conosco e saiba como organizar uma boa campanha de Black Friday.

Oportunidade de captar novos clientes

O fato de a Black Friday durar apenas um dia, não significa que a relação do cliente com a loja também deve ser passageira. Lembre-se que vendas casuais são importantes, mas o ideal é fidelizar os compradores, e consequentemente aumentar a frequência das compras.

A melhor maneira de cativar um cliente é fornecendo boas experiências, para isso, o ideal é criar e aplicar estratégias focadas em Customer Experience. O primeiro contato do comprador com a loja é um divisor de águas, uma vez que a primeira experiência seja negativa a probabilidade de haver uma segunda compra é quase nula.

Para tomar atitudes mais precisas é importante estudar sobre a jornada do consumidor. Ao entender melhor sobre o seu público é possível estreitar a relação entre loja e cliente e tornar a comunicação mais direta e eficaz.

Conheça a metodologia para
melhorar os processos no seu varejo

Saiba os produtos mais procurados

O estoque de produtos deve ser tratado como uma das prioridades neste período, afinal não adianta alcançar um grande número de consumidores e não conseguir atender a demanda. Por outro lado, ter muitos itens de um produto que não há procura pode gerar prejuízos e comprometer o espaço físico da loja.

O principal desafio é equilibrar os produtos do estoque de maneira que não falte nem sobre mercadorias em excesso. Para isso é necessário pesquisar sobre os interesses dos consumidores. No ano passado, os eletrodomésticos foram os itens mais comprados na Black Friday com 16% das vendas e 23% do faturamento.

A Black Friday também pode ser uma ótima oportunidade de oferecer aos consumidores os produtos que estão com baixo índice de procura junto as outras mercadorias mais desejadas. Por exemplo, ao comprar um smartphone, o cliente pode adquirir um fone de ouvido com 50% de desconto.

Prepare a sua loja virtual

As lojas virtuais foram as grandes responsáveis pela consolidação da Black Friday no Brasil. No ano passado, o E-Commerce gerou R$ 2,1 bilhões nesta data, o que evidencia a necessidade de se posicionar na internet para atrair os consumidores.

Além das lojas virtuais, os aplicativos móveis também podem ser úteis para atrair clientes. Atualmente existem diversos aplicativos que notificam os consumidores sobre as melhores ofertas, mudanças de preços, descontos e outras informações. Investir nestes aplicativos podem render bons resultados para a loja.

Vale ressaltar que o número de reclamações cresce consideravelmente neste período, por isso é importante pesquisar quais são os principais problemas enfrentados pelos consumidores e se prevenir para que o público não tenha estes mesmos contratempos em seu site. Os problemas mais relatados são, propaganda enganosa, atraso na entrega, produto indisponível e divergência de valores.

Prepare o PDV

Não é só no E-Commerce que a Black Friday alavanca o número de vendas. Nas lojas físicas o fluxo de pessoas aumenta exponencialmente nesta data, e por conta disso, assim como nas plataformas virtuais, os PDV’s também merecem atenção específica em certos pontos.

Como já mencionado anteriormente, nas lojas físicas o estoque também deve ser cuidadosamente calculado para não haver prejuízos. O mesmo acontece com a equipe de vendas, o ideal é que não falte vendedores e nem que o time seja maior que o necessário.

O atendimento ao cliente é um dos fatores que definem a experiência do público com a loja, neste sentido é imprescindível que a equipe esteja capacitada para lidar com imprevistos e tornar a jornada do consumidor o mais agradável possível. O treinamento de vendas é uma alternativa muito eficiente para isso.

O PDV também tem um papel fundamental para atrair os clientes, na maioria das vezes o primeiro contato que o consumidor tem com a loja é através de elementos físicos, como vitrines ou fachadas. Todos os detalhes são percebidos pelo público, organização dos produtos, som ambiente, comportamento dos vendedores, cada ponto faz a diferença.

E então, está pronto para alavancar as vendas na Black Friday? Siga a SER nas redes sociais e não deixe de conferir os outros textos no blog para ficar por dentro das principais tendências no varejo.