Como é possível ter uma redução de custos no varejo?

2019-06-27T16:48:40-03:006 março, 2018|Produtividade de Vendas|

O acúmulo de custos em um estabelecimento pode torná-lo menos competitivo, além de mitigar seus lucros operacionais. Logo, é vital conhecer algumas técnicas para redução de custos no varejo. 

A redução de custos deve ser vista como uma prioridade dentro das empresas, afinal, assim é possível construir um negócio “enxuto”, lucrativo e competitivo no mercado. Sem isso, no entanto, pega-se um breve caminho para o insucesso.

Sabemos da importância do assunto e, por esse motivo, criamos um artigo para você. Hoje, entenda como é possível ter uma redução de custos saudável, que beneficie o negócio e as equipes de trabalho. Continue a leitura!

Divida os cursos em estratégicos e não estratégicos

Em primeiro lugar, é preciso ter maior clareza sobre os custos. Divida-os em estratégicos — que geram novos negócios ou potencializam os resultados, como ações de marketing ou sistemas de gestão — e não estratégicos —, necessários apenas ao funcionamento, como aluguel, energia, água, custos fixos obrigatórios.

Foque na redução de custos não estratégicos, uma vez que eles não afetam a competitividade do negócio nem mesmo a satisfação dos funcionários. Para isso, renegocie o aluguel ou busque por planos que melhor se encaixem no consumo de energia, por exemplo.

Renegocie valores com os fornecedores

Grande parte dos custos está alocada no estoque do varejo, portanto, é preciso renegociá-los com os fornecedores. Contudo, isso não deve ser deixado a cargo do analista de compras. É preciso se envolver pessoalmente.

Ligue ou, de preferência, vá até o fornecedor para renegociar. Informe que precisa de um preço mais atraente na compra dos insumos e que, se não conseguir, está disposto a buscar por outros fornecedores. Fale o percentual de desconto que deseja — como de 15% — e é muito provável que consiga

Saiba como alcançar a máxima
produtividade de seus vendedores!

Defina um teto de gastos mensais

A maioria dos estabelecimentos comerciais não possui um teto de gastos, logo, os diversos setores não se preocupam se estão gastando pouco ou muito, já que não há limites definidos.

Pegue a folha de custos do último mês e, depois, defina de forma arbitraria um teto de gastos de 10% inferior. Repasse isso aos principais gerentes, supervisores ou operários da loja.

Envolva a equipe na redução de custos

Toda a equipe de trabalho é crucial para a redução de custos. Ainda que não perceba, erros operacionais, faltas, atrasos repetitivos ou más negociações são custos que podem (e devem) ser evitados por ela. Por isso, envolva-a.

Informe ao time que, se o teto de gastos for respeitado, todos serão premiados. É possível oferecer uma recompensa financeira (como bonificação ou participação nos lucros) ou não financeira (como um almoço ou dia de folga remunerada).

Conte com um bom software de desempenho

É cada vez mais importante contar com tecnologias a favor do estabelecimento, garantindo que os processos diários sejam mais bem executados.

Um sistema de gestão de desempenho é útil para definir metas SMART, simplificar os processos diários e fazer a adequada gestão e desenvolvimento dos talentos. Logo, melhores resultados, incluindo financeiros, serão atingidos.

Como se pode observar, há diversas dicas que podem ser aplicadas para ter uma redução de custos no varejo. No final, será possível construir um estabelecimento muito mais próspero, lucrativo e atraente para futuros investimentos.

Gostou do conteúdo? Assine agora mesmo a nossa newsletter e aproveite para acompanhar nossas novidades. Vamos lá!