Aprenda de vez como atrair e criar um talento para o varejo

2019-11-06T12:40:04-02:0012 dezembro, 2017|Gestão de Pessoas no Varejo, Sales Performance Management|

Um talento é alguém que consegue ir além do que é proposto para ele, é um funcionário que busca novas soluções, que traz resultados e que também se dedica à empresa de forma exemplar, mas como encontrar esse tipo de funcionário ou como desenvolver esse espírito nos seus colaboradores?

Uma das grandes dificuldades do varejo é que este setor costuma ter uma rotatividade um pouco alta, em alguns lugares como lojas de shopping, o turnover pode chegar num índice de até 100% e um dos motivos é a mão de obra pouco qualificada, um problema que gera um enorme prejuízo para os lojistas.

Alguns desses fatores mostram porque os varejistas estão sempre em busca de talentos, mas para encontra-los e preciso mais do que uma promessa de bom salario e vamos te mostrar como atraí-los e também, como desenvolvê-los, já que um potencial talento, pode estar ali mesmo na loja.

Por que um talento trabalharia para você?

Essa é uma questão muito importante que deve ser pensada pelos varejistas. E o salario hoje em dia já não é um fator determinante para atrair talentos. A pesquisa realizada pelo GPTW No Varejo, divulgada no mês passado, mostrou que a remuneração é o 4º fator responsável pela permanência de talentos em grandes varejistas brasileiras. Em 1º lugar ficou a oportunidade de crescimento (48%), em 2º a qualidade de vida (25%) e 3º alinhamento de valores.

A pesquisa mostra que a gestão de pessoas é importante mesmo no varejo, que ainda não está acostumado a se preocupar com isso. É a boa gestão de pessoas que vai organizar a loja e atrair novos talentos que queiram ser mais do que apenas um vendedor, gerente, auxiliar de caixa.

Gestores devem sempre se perguntar “o que faria alguém querer trabalhar na minha loja?” e assim podem começar a enxergar onde estão os pontos a melhorar. As vezes é preciso pensar num plano de carreira para os colaboradores, oferecer mais treinamentos e incentivo aos estudos, melhorar a relação do líder com os liderados para manter um ambiente agradável, saber reconhecer o trabalho bem feito e bonificar pelas conquistas, tudo isso mostra que a empresa dá valor ao colaborador e são fatores que ajudam a manter talentos caminhando junto do negócio.

Acompanhando a performance

Hoje em dia as tecnologias já permitem acompanhar a performance dos colaboradores em tempo real, aplicativos como o Casting exibem como está o desempenho de cada um dos vendedores em cada uma das lojas, além de permitir que os gestores disponibilizem treinamentos na plataforma para serem feitos direto no celular e direcionado para a necessidade de cada um.

Todo gestor deve acompanhar seus colaboradores, manter-se informado do que está acontecendo, porque assim quando um problema surgir será mais rápido resolvê-lo, da mesma forma que um trabalho bem feito pode ter um feedback mais rápido e ajudar na motivação.

Grandes talentos precisam de grandes líderes, e os líderes para saber liderar precisam de dados, de informações sobre como está o desempenho da equipe, é com base em dados que se cobra resultados, que se bonifica justamente quem atingiu alguma conquista e assim cria-se um ambiente em que a equipe se une e trabalha em prol do bem de todo negócio, não é mais cada um por si. Um talento não quer carregar os resultados todo sozinho, quer uma equipe para compartilhar.

Além disso, muito depende do bom recrutamento, que apesar de precisar ser rápido, deve ser eficaz para encontrar um talento. Se você quiser aprender a fazer um bom recrutamento no varejo veja as dicas que separamos nesse post aqui no blog.

Onde estão seus talentos

Um dos grandes medos das empresas é treinar e desenvolver um talento e ele ir embora, mas para evitar essa saída já te demos algumas dicas acima e se você quiser se aprofundar, veja aqui os maiores erros da atração e retenção de talentos.

Powered by Rock Convert

Muitas vezes temos potenciais talentos na empresa e não conseguimos enxerga-los. Uma pesquisa feita pela revista VOCÊ RH este ano revelou um dado interessante, as empresas estão investindo em recrutamento interno. O estudo mostrou como as organizações normalmente identificam os talentos e 77% delas respondeu que os encontram em discussões internas de revisão de talentos. Em seguida vem a indicação feita pelos líderes (66%), avaliação desenvolvida internamente (45%) e avaliação desenvolvida externamente (21%).

Recrutar internamente tem diversas vantagens e vamos mostrá-las, além de ensinar como identificar um talento e lapidá-lo para que se torne o melhor funcionário do seu negócio.

Identificando talentos internos

Um talento tem características específicas e o estudo Barômetro da Inovação, realizado pela GE com executivos de 23 países, apontou que a principal característica de um talento, segundo 56% dos executivos, é a capacidade de resolver problemas. Em seguida, vêm criatividade (54%), capacidade analítica (44%) e habilidade interpessoal (43%).

Um forma de identificar essas características é perguntando para seu gerente sobre o desempenho de cada um dos vendedores, mas sabemos que ele tem muitas outras tarefas e podem não ser justo ao detalhar sobre as habilidades de cada um. Outra alternativa é usar uma Matriz de Talentos, conhecida também como 9 box.

É uma técnica bem conhecida da área de RH e que, com adaptações, pode funcionar para diversos tipos de negócio. Um exemplo é o case que a SER desenvolveu com a PwC Brasil, uma das maiores consultorias do mundo, com uma matriz de 12 quadrantes. Para ver o case baixe o eBook gratuitamente e aprenda passo a passo.

Na matriz, os gestores poderão através de avaliações de desempenho, avaliar os colaboradores dentro dos quadrantes, como ruim, médio ou bom.

A matriz contém duas linhas, vertical e horizontal e cada uma delas devem conter informações sobre potencial e desempenho. O desempenho trata da qualidade das entregas do profissional, pontualidade e volume de tarefas que o funcionário consegue realizar. Já o potencial é avaliado pelos gestores.

Criando e treinando talentos

É importante treinar seus colaboradores, ainda que você não veja nele um grande potencial para ser um talento. O treinamento o manterá preparado para diversas situações e o tornará cada vez mais independente para ser criativo e inovador na hora de montar uma estratégia de venda.

Algumas características que devem ser desenvolvidas: liderança, gestão de crise, tratamento com o cliente, boas maneiras, habilidades para lidar com os produtos, pro atividade, criatividade entre outras. Por isso é importante montar um ciclo de treinamento para os vendedores. Você pode aprender como montar um ciclo de treinamento aqui neste outro post.

Bons talentos surgem depois de muito tempo de experiência e com muita ajuda de seus líderes, por isso desenvolva atividades que o líder possa também ensinar habilidades que vão além da tarefa dos vendedores, pense em novas maneiras de desenvolver habilidades que você busca em um talento e acima de tudo, veja qual o potencial de cada, porque muitas vezes um colaborador de uma área pode se sair melhor em outra e não muda-lo, limita sua capacidade de desenvolvimento.

Para saber mais, assine nossa newsletter e receba toda semana dicas para te ajudar na gestão do seu negócio. Conheça mais sobre a Casting em https://www.solucaocasting.com.br/