7 dicas de como treinar e motivar a equipe para bater metas

2021-02-23T15:45:08-03:0018 janeiro, 2018|Gestão de Pessoas no Varejo|

Para bater metas e se destacar no mercado, nada melhor do que uma equipe de alto desempenho, com integrantes treinados e motivados. Ou seja, isso se resume em ter uma equipe comprometida e em alcançar os resultados.

Quando falamos em comprometimento de um time, estamos falando também da importância de uma excelente gestão de pessoas e processos, buscando sempre a melhor performance.

Treinar e motivar a equipe de funcionários é um processo que qualquer líder pode aprende e aplicar. Dessa maneira, é possível alcançar conquistas ainda maiores na empresa, assim como construir um ambiente de trabalho mais agradável e produtivo.

Quando um gestor não motiva e não treina os seus colaboradores, perde esse elo de comprometimento da equipe para bater as metas. Consegue, no início, até trazer uma certa empolgação, mas quando aparecem as dificuldades, rapidamente esse sentimento se torna desmotivação.

Coisas como: melhorar a fluidez da comunicação, criar metas com a equipe e buscar treinamentos mais dinâmicos podem fazer toda a diferença. Confira essas e outras dicas ao longo do conteúdo. Boa leitura!

1. Estabeleça metas com o time de funcionários

As metas funcionam como uma bússola na empresa, direcionando a todos na busca por resultados específicos. Esses resultados devem ser analisados com base nos indicadores de vendas.

Primeiro indicador

É venda mês (ano anterior) x venda mês (ano atual). A meta pode ser validada pela média de crescimento que vem sendo conquistado no ano. Esse indicador é interessante porque usa como base o mesmo mês, o que normalmente são realidades de mercado bem parecidas.

Segundo indicador

Média últimos meses x venda mês (ano atual). Nesse caso avaliamos se houve algum acréscimo grande de vendas que possa ter acontecido recentemente, como por exemplo a abertura de mais uma filial, o lançamento de um novo produto ou a entrada em linha em um cliente. Essa informação não é tão assertiva porque se trata de um faturamento novo, não tem um histórico confiável.

Terceiro indicador

Necessidade da empresa, o orçamento que feito de acordo com os investimentos para crescimento do faturamento e para o aumento de capacidade de produção. Essa previsão de ampliação na oferta de produtos prevê a necessidade de crescimento das metas.

Lembrando que as metas devem sempre usar regra “Smart”, que representam suas 5 letras: letra S – específica, letra M – mensurável, a letra A – atingível, a próxima é o R – relevante e por último o T – temporal.

Uma ótima medida é criar ao menos 50% das metas em parceria com o time, assim será possível envolvê-lo desde o início, resultando em uma maior motivação no futuro. Nesse caso, o gestor atuará como um facilitador, garantindo a criação de metas adequadas.

O uso dos indicadores servirá de base para a equipe, ficando assim bem claro a possibilidade de crescimento. O gestor deve apresentar esses números para que fiquem bem claro onde e como seu time chegará nos resultados.

2. Invista no modelo de gestão à vista

Uma equipe desconfia quando sente que seu líder esconde coisas importantes, resultando em um clima de descrédito, onde os profissionais sentem-se pouco engajados. O modelo de gestão à vista é uma ótima ferramenta para eliminar essa fraqueza.

Em grosso modo, consiste na colocação de painéis em pontos estratégicos da empresa para compartilhar indicadores-chave de desempenho, tais como: nível de satisfação dos clientes, tíquete médio e participação no mercado. Assim, é possível otimizar a transparência e manter os profissionais comprometidos com a melhoria contínua.

Esse modelo de gestão é o que mais consegue comprometer o seu time, pois abrir essas informações, mostrará muito mais do que números, mas aquilo que estamos conseguindo realizar, o resultado do nosso esforço e aonde estamos chegando.

Um colaborador que observa o crescimento da empresa em que ele trabalha, vê como ela tem se consolidado no mercado e como ela tem trazido oportunidades para várias pessoas, com certeza ele se motivará e comprometerá mais com os resultados. Todos querem estar em um lugar vencedor.

CTA ebook campanhas de motivação

3. Crie um plano de cargos e salários

Criar um plano de carreira pode ser uma ótima solução para motivar a equipe e desenvolver os colaboradores. Todavia, é importante que a promoção dos profissionais não dependa apenas do tempo de “casa”, mas também dos conhecimentos técnicos aprendidos e dos resultados alcançados. Ou melhor, é preciso desenvolver um plano mais robusto.

Quando uma empresa não transfere parte dos resultados de lucros para os seus colaboradores, está trabalhando para perder os melhores de sua equipe. Se você quer ter uma equipe vencedora, com certeza precisará de bons “jogadores” no seu time.

Não permita que pessoas que se doaram para alcançar metas, que se comprometem com a sua empresa, desde que o seu negócio ainda não tinha crescido, sejam esquecidas no meio do caminho.

Muitas empresas se preocupam em fazer uma proposta melhor, quando infelizmente o profissional já está no mercado recebendo convites, porém, um bom gestor não deixa isso acontecer.

4. Disponibilize treinamentos mais dinâmicos

No Brasil, os profissionais passam por cerca de 22 horas de treinamento ao ano, número 38% inferior aos Estados Unidos. A verdade é que muitos programas de capacitação ainda são monótonos e desatualizados, desestimulando os colaboradores.

Existem algumas soluções que podem aplicar. Uma das mais eficazes é o uso da técnica de Gamificação, isto é, a transformação de treinamentos tradicionais em jogos corporativos. Outra possibilidade, incentivar os próprios funcionários a desenvolver treinamentos, técnica conhecida como treinamento colaborativo.

O objetivo dessas técnicas é mostrar para a equipe que ela pode chegar além daquilo que ela acredita que pode. Por causa do conformismo, paradigmas ficam estabelecidos, ou seja, isso impede o rompimento do crescimento profissional do colaborador.

Quando ele percebe que pode ir além, que aquela linha que ele achava que não poderia passar era só imaginária, e que ele pode avançar, sua motivação muda. Isso faz bem em todos os aspectos da vida, não só como profissional.

Saiba como implementar o treinamento para líderes na organização.

5. Reconheça e premie quem está se destacando

Reconhecer os destaques do mês motivam toda a equipe e, ter um tempo para compartilhar com o time as melhores práticas, servirá para melhoria do conhecimento de todos.

Um bom gestor deve entender quais pontos foram aqueles diferenciais, ou seja, os que tiveram os melhores resultados. Porque, alguns conseguem o resultado, e outros não, sendo assim, um bom time deve entender que todos podem alcançar os objetivos, basta se comprometer e analisar quais planos de ação devem utilizar para melhorias contínuas.

Para empresa pode ser tão pequeno e simples, mas para um funcionário que recebeu esse reconhecimento, uma premiação se torna algo gigantesco para ele.

CTA ebook performance e desempenho

6. Se necessário reavalie as metas

Um gestor de pessoas, é como um comandante de uma aeronave, ou seja, deve trabalhar para que o seu pouso seja o mais tranquilo possível.

Você já esteve perto de aterrissar, e o comandante resolveu arremeter? É uma sensação muito estranha para quem é passageiro e não entende a causa dessa mudança de estratégia. Mas, para o comandante, que é um bom conhecedor do seu plano de voo, tomar essa atitude é algo previsto quando algo errado acontecer.

O avião se aproximou rápido demais, ou a altura estava equivocada, havia uma tempestade inesperada. Essas e outras causas executará o plano de arremeter, ou seja, reorganizar todas as informações, para que finalmente chegue o resultado, chegar todos vivos e a salvo.

Uma empresa tem metas para que todos possam conseguir alcançar, com um grau de dificuldade que exige esforço e comprometimento de cada um, mas o objetivo é cumpri-las.

Existem dois erros possíveis:

  • O primeiro é “o avião está com a velocidade acima do esperado”. Em outras palavras, a meta foi mal dimensionada, ou seja, muito fácil e rápido para a equipe alcançar o objetivo. O gestor deve analisar isso para que a meta possa ser motivadora e faça a equipe caminhar por igual.

 

  • O outro erro é que o “avião está com a altura acima do esperado, na hora do pouso”. Não há nada mais frustrante que no final do mês a equipe olhar as metas, e entender que a meta estava muito acima daquilo que era possível. Às vezes a empresa não tinha capacidade produtiva para cumprir o objetivo e esse erro faz com que a equipe não tenha mais as metas como um “norte” a ser seguido.

7. Conte com o apoio de sistemas de gestão

Por fim a tecnologia pode ser uma grande aliada na gestão, facilitando a comunicação, a motivação e o alinhamento dos colaboradores na busca pelos objetivos. Como exemplo, é possível destacar sistemas de: gestão de metas, avaliação de competências e comunicação interna. Por esse motivo, é importante investir em tecnologias que agreguem valor à companhia.

Essas são algumas das principais dicas para treinar e motivar a equipe, mas existem outras. É importante que o líder conheça sua equipe, realize avaliações de desempenho e descubra as competências técnicas que precisam ser desenvolvias. Assim, é possível agir com eficácia.

Gostou do conteúdo? Aproveite para assinar nossa newsletter e receber e-mails sobre liderança, gestão de pessoas e equipes. Vamos lá!

Compartilhar este Artigo

Ir ao Topo