5 coisas que estão aumentando o índice de turnover na sua loja

2017-11-21T12:59:42-03:0021 novembro, 2017|Gestão de Pessoas no Varejo|

O turnover no varejo não é algo novo, mas com algumas práticas pode ser evitada. Uma empresa com alta rotatividade não consegue reter e atrair talentos, além de ter um custo muito elevado com demissões, tempo de recrutamento e novas contratações. Por isso, é importante tentar manter a taxa de turnover sempre baixa, mesmo que ela nunca seja zerada.

A rotatividade é um problema sério nas empresas, segundo a pesquisa feita pelo IBOPE Inteligência para a Confederação Nacional da Indústria (CNI), em março de 2016, apenas 3 de 10 brasileiros ficam no mesmo emprego por 2 anos. E, acredite, quase metade dos brasileiros – 48% – pensam que as pessoas mudam de trabalho mais do que deveriam. Esse dado é da pesquisa “Rotatividade no Mercado de Trabalho”, feita pela CNI em abril deste ano.

Cada empresa funciona de uma forma e por isso cada uma delas vai ter uma taxa de turnover conforme suas atividades e gestão, mas porque no varejo essa taxa costuma ser tão alta? Bem, são diversos os fatores que podem causar uma alta rotatividade.

Para te ajudar, preparamos este artigo que mostrará quais atitudes no varejo contribuem para um alto índice de turnover, trazendo gastos e dificultando o desenvolvimento de talentos que possam alavancar as vendas. Acompanhe nosso post para conferir o que está sendo feito errado no seu negócio e como solucionar esses problemas.

O turnover: o que é?

A palavra turnover tem origem na área de Recursos Humanos. Na tradução da língua inglesa, turnover significa “renovação”, mas, na gestão de pessoas, a palavra faz referência à taxa com que os colaboradores são admitidos e demitidos da empresa. É uma referência ao bem-estar da organização para saber se tem mais funcionários saindo do que entrando.

Como calcular?

Antes de tudo, é importante que você entenda como é calculado o turnover, assim poderá controlar mês a mês se sua taxa está subindo ou baixando e posteriormente criar um plano para solucionar o problema.

Hoje em dia, a tecnologia ajuda muitos varejistas a calcular essa taxa e turnover de forma rápida, sem precisar usar diversas planilhas de registro. A ferramenta SER Casting é uma dessas soluções que traz para o varejista todos os dados na palma da mão, mas para quem ainda não usa nenhum tipo de tecnologia há uma fórmula simples que pode ajudar.

O método mais simples para se calcular o turnover é usar a fórmula [(número de admissões + número de demissões)/2] / total de funcionários. No caso, se sua empresa tem no total 11 funcionários, admitiu 3 e demitiu 1 no período em questão – que pode ser mês, ano, trimestre, isso você quem decide – a fórmula será [(1+3)/2]/11 = 0,18181818… Que deve ser multiplicado por 100 para conseguirmos a porcentagem. Com isso, conclui-se que a taxa de turnover da empresa é de 18,18%.

Se você fez essa conta e descobriu que sua taxa está alta, deve estar se perguntando onde errou, não é? Pois aqui vamos listar 5 erros que os varejistas cometem e acabam por elevar  a taxa de turnover, acarretando muitos outros problemas para a loja.

Melhore o desempenho de sua equipe
com técnicas de gestão!

treinamento e capacitacao_post

cta_baixe_ebook_gratis_azul

1. Levar a equipe à exaustão

De acordo com o Report de Engajamento 2015 do TINYpulse, quase 70% dos empregados sentem que não há horas suficientes na semana para realizarem seus trabalhos. Um vendedor que tem que lidar com uma carga muito grande de trabalho vai se cansar e vai estar cada vez menos disposto e motivado. No varejo esse fator é mais prejudicial ainda porque a força da venda vem do vendedor, é ele quem convence o cliente diretamente. Funcionários cansados deixam seus empregos buscando sempre melhores condições para equilibrar a vida e o trabalho.

2. Não realizar uma boa gestão de pessoas

Um gestor que não sabe gerir sua equipe é um grande problema no varejo. Claro que o trabalho de cada vendedor é individual, mas o gestor tem de guiar cada um deles, mostrar onde estão os erros, elogiar os acertos e fazê-los se sentirem motivamos. Os colaboradores precisam confiar no seu gestor e saber que podem contar com ele para mudar as estratégias, caso elas não estejam dando certo. Já falamos aqui no blog sobre como a gestão de pessoas diminui o turnover nas empresas.

3. Ser injusto e não reconhecer o bom trabalho

Isso tem muito a ver com salário sim, porque bons vendedores devem sim ser bonificados. Quase 25% dos empregados deixariam seus empregos por um aumento de 10% em outro lugar, segundo o report. Então é necessário rever quem são seus talentos e bonifica-los e isso pode ser feito diariamente com o SER Casting. No aplicativo você visualiza através de gráficos o desempenho de cada um e assim consegue planejar prêmios e bonificações de incentivo. Quando colaboradores não são reconhecidos por suas contribuições, pelo menos de vez em quando, eles começam a procurar por uma saída.

4. Metas inatingíveis e falta de feedback

Imagine ter uma meta e não conseguir atingi-la há 2 meses, é extremamente frustrante. No varejo é pior ainda, porque a meta também é o que mede o esforço do colaborador e se ele é merecedor de bonificação. Mas metas devem ser bem elaboradas, não irreais. Um colaborador não é igual ao outro e por isso o líder tem que pensar em metas que caibam a cada pessoa. Saiba como criar um bom plano de metas neste artigo.

Além de metas loucas, não dar um feedback sobre o trabalho é bastante desmotivador. O vendedor não sabe como está seu trabalho, ou o que precisa melhorar e isso vai deixando-o cada vez pior. As pessoas querem líderes que se comuniquem e sejam transparentes, por isso veja como realizar um bom feedback.

5. Não investir no vendedor (sem treinamentos e oportunidades de crescimento)

Seus funcionários querem se desenvolver profissionalmente. Eles querem oportunidades para avançar suas carreiras, não apenas trabalhar para ganhar dinheiro. Por isso é importante investir na capacitação do colaborador e criar oportunidades de crescimento. Apenas 25% dos trabalhadores sentem que existem amplas oportunidades de desenvolvimento em suas organizações. Se você não oferece à sua equipe oportunidades de crescimento, não se assuste quando eles lhe abandonarem.

Melhore o desempenho de sua equipe
com técnicas de gestão!

treinamento e capacitacao_post

cta_baixe_ebook_gratis_azul

Por que se preocupar com o turnover?

O turnover é ruim porque gera outros diversos problemas para a empresa, um deles é a perda de talentos. Não é fácil encontrar uma pessoa capacitada que traga bons resultados, além disso, o colaborador já conhece a empresa e já está trazendo resultado, o que vai demorar pelo menos uns três meses para um novo conseguir o mesmo resultado. Além disso, o recrutamento pode demorar e isso significa uma perda considerável de lucro para o varejo.

A pesquisa International Business Report 2013 (IBR), da Grant Thornton International, mostra que o tempo médio de contratação de profissionais qualificados no Brasil é de 48 dias. No varejo esse tempo costuma ser menor, cerca de duas semanas, mas ainda assim, os vendedores não conseguem vender o que vendem normalmente e mais o que o outro que saiu vendia, então é prejuízo na certa. Para minimizar esse tipo de problema a versão premium do SER Casting já conta com um banco de talentos pré-selecionados.

Os custos da rotatividade também são considerados um enorme problema. Há toda uma burocracia que os empregadores devem custear e fazer isso o tempo todo é apenas dinheiro indo embora.

Se o turnover da empresa está alto, é porque, provavelmente, alguma dessas ações estão acontecendo na empresa. O importante é sempre identificar os problemas e trabalhar para mudá-los, por isso saiba como diminuir o turnover do seu varejo neste outro post que fizemos aqui no blog.

Engaje seus funcionários, seja transparente e lidere uma equipe que seguirá com sua empresa! Gostou do nosso conteúdo? Então assine a nossa newsletter e receba todos os textos!

1
Olá, podemos ajudar?
Powered by